riscos logisticos

Riscos logísticos: entenda como escolher uma ferramenta de gestão

Uma empresa não deve ser feita de achismos. Todos os setores passam por análises e buscam entender como crescer no mercado e o que pode prejudicar o negócio. Desenvolver estratégias para os riscos logísticos é extremamente importante para que a produção não seja interrompida e nem mesmo a imagem da marca fique comprometida, por exemplo.

A logística deve então ter uma equipe e recursos que ajudem na gestão de riscos, uma vez que qualquer problema que acontecer pode impactar diretamente no produto/serviço da empresa. 

Por isso, neste artigo vamos mostrar quais são os principais riscos logísticos que um negócio pode passar, além das melhores ferramentas de gestão para evitar ou reduzir os impactos que os problemas nesse fluxo podem ocasionar.

Se você ficou interessado no tema, continue aqui e acompanhe o nosso artigo! Boa leitura.

Qual a importância da gestão de riscos logísticos?

A logística de uma empresa é fundamental para que os processos internos e externos aconteçam corretamente. Independente da etapa, seja de entrada dos produtos no armazém ou do transporte de caminhões nas rodovias, é importante ter uma ou mais estratégias, que sirvam como uma contingência caso ocorra algum problema em alguma dessas etapas.

A gestão de riscos logísticos, que é responsável por esse planejamento, deve monitorar tudo que acontece na empresa, além de avaliar, identificar e mitigar possíveis problemas que venham a acontecer. Se um caminhão sai de dentro do armazém e é roubado no meio da rota, o negócio precisa de alguma estratégia para amenizar a situação.

Os maiores riscos são, primeiramente, com a vida dos colaboradores. É extremamente importante que a empresa invista em estratégias para garantir o bem-estar do funcionário, como o acompanhamento de especialistas em segurança do trabalho. Depois temos a integridade do produto/serviço, que também exige uma solução logística.

O que é um software de gestão de riscos?

Uma maneira de otimizar a gestão de riscos logísticos é adotando um software desenvolvido para essa atividade. Esse processo, quando feito de maneira manual, aumenta as chances de ocorrerem erros de interpretação, além de dar margem para que possíveis problemas passem despercebidos.

Com um sistema de gestão de riscos você terá uma plataforma totalmente voltada para o monitoramento das atividades que acontecem na empresa. Todas as operações são integradas em um único software, o que facilita a consulta e acompanhamento do status das tarefas.

Se uma pessoa preenche o documento de forma errônea, o sistema pode identificar e avisar sobre este problema. De forma manual, as chances desse deslize passar são mais altas, gerando um impacto maior em toda a cadeia de suprimentos. 

Por isso, podemos definir o software de gestão de  riscos como um recurso para otimização de estratégias alternativas.

Principais riscos logísticos para as empresas

Se você está pensando em adotar a gestão de riscos logísticos para a sua empresa, é importante se atentar a alguns pontos mais críticos, que acontecem com mais frequência.

Separamos quais são esses possíveis impactos para que você observe com atenção e deixe sempre todas as equipes alertas sobre os possíveis problemas:

Fluxo de caixa

Em primeiro lugar temos o fluxo de caixa. Com a pandemia do Covid-19, a realidade econômica mundial tomou outros rumos e está totalmente incerta para muitas empresas. 

Por isso, é importante que os responsáveis pela gestão de riscos logísticos tenham em mente estratégias para que o montante de dinheiro recolhido e gasto não fique escasso dentro do negócio.

Danos à reputação

Além disso, é importante que o gerenciamento de riscos fique atento à reputação da empresa. Existem muitos fornecedores que não são confiáveis, mas transparecem “boa vizinhança” no mercado. 

Avaliar, experimentar e contratar bons parceiros é importante para que os produtos/serviços do negócio sejam realmente de qualidade e que os clientes não fiquem insatisfeitos.

Ambiente regulatório

A logística de riscos deve também prestar atenção em relação às mudanças que acontecem no ambiente regulatório. Com tantos altos e baixos que a pandemia trouxe para o mundo, leis, medidas provisórias e muitas outras medidas foram tomadas sobre as operações das empresas dentro e fora do Brasil.

Por isso, tenha sempre uma equipe que acompanhe essas mudanças no ambiente regulatório.

Sustentabilidade

Novamente, a pandemia trouxe uma nova visão dos cidadãos sobre o mundo. Agora a sustentabilidade ganhou ainda mais voz e é importante que as empresas tenham medidas de risco que evitem afetar o meio ambiente em geral.

Não seguir esse novo costume pode gerar problemas judiciais e também de reputação no mercado.

Desastres naturais

Por fim, a gestão de riscos logísticos deve criar planos principalmente para localizações geográficas que possuem precedentes de desastres naturais. 

Regiões que sofrem com furacões, terremotos ou até mesmo enchentes devem ter sempre uma estratégia para fugir desse problema e evitar impactos negativos na produção.

5 benefícios do software para gestão de riscos logísticos

Se você optar pelo software de gestão de riscos logísticos, certamente terá benefícios em relação a esse monitoramento constante. A tecnologia tem se mostrado uma grande aliada das empresas e cada vez mais desenvolve novas ferramentas para ajudá-las no mercado.

Por isso, separamos aqui 5 benefícios que o sistema para riscos na logística pode trazer:

1. Ganho de tempo

Um sistema dedicado para essa gestão pode ajudar no ganho de tempo dentro da empresa. Em vez das etapas levarem mais tempo para verificação, o software consegue analisar até mesmo em segundos e liberar para os próximos passos.

2. Mais eficiência

Temos também uma maior eficiência na gestão de riscos logísticos. As chances de um sistema errar na análise são infinitas vezes menores, normalmente os problemas no sistema são gerados pelo próprio humano ao errar no preenchimento das informações.

3. Análise otimizada

Com uma quantidade exacerbada de operações que existem dentro de uma empresa fica difícil construir uma análise otimizada da logística interna e externa. Com a adoção do sistema desenvolvido para essa atividade, além de ganhar mais tópicos para avaliar, o processo de montagem da análise também acontece mais rapidamente.

4. Monitoramento constante

Nem sempre os especialistas podem acompanhar 24 horas o decorrer das operações. Não estar disponível o tempo todo dá brecha para que erros aconteçam e que os processos sejam impactados negativamente. Porém, com um sistema próprio, é possível gerenciar a todo instante e ter uma máquina vigiando tudo que acontece.

5. Integração de dados

Por fim, não poderíamos deixar de falar sobre a integração de dados. O software para riscos logísticos integra todas as atividades que acontecem na empresa, facilitando o monitoramento e consulta das tarefas.

>> Aproveite e leia o nosso artigo sobre Comex 4.0: qual a importância da tecnologia para esse setor.

Conclusão

Até aqui, concluímos que a gestão de riscos logísticos é fundamental para que a operação de uma empresa não seja interrompida. Caso isso aconteça, pode haver um impacto bastante negativo na imagem do negócio e até mesmo em questões financeiras.

Se você curtiu o assunto e quer saber mais sobre logística empresarial, tecnologia e afins, continue no blog da Loginfo!

Postar um Comentário