cross docking

Conheça o que é o cross docking na logística e suas vantagens

É fato: a globalização fez com que as organizações tivessem que agilizar os seus processos de armazenamento para que criassem uma vantagem competitiva e conseguissem fidelizar os seus clientes por meio do aprimoramento da gestão logística — e uma dessas consequências é o cross docking

Mas, afinal, o que é cross docking e qual sua importância na logística?

Em linhas gerais, se trata de um modelo logístico que busca otimizar a cadeia de abastecimento, visando reduzir consideravelmente o tempo de armazenamento dos suprimentos em um local. 

Sendo assim, essa é uma técnica que elimina a função do armazenamento e da coleta de pedidos de um estabelecimento, ao passo que possibilita a melhoria das funções de recebimento e expedição. 

Então, no texto de hoje vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre cross docking na logística, quais são suas vantagens e se esse é um modelo que realmente vai beneficiar a sua empresa. Continue lendo!

Entenda o que é cross docking na logística

Então, o que significa cross docking?

Basicamente, esse processo envolve a entrega de produtos de uma fábrica diretamente aos clientes, com pouco ou nenhum manuseio de material entre eles. Assim, ele não apenas reduz o manuseio de suprimentos, mas também atenua a necessidade de armazenar os produtos no depósito

De maneira geral, essas soluções permitem que as empresas agilizem as entregas para os consumidores, o que significa que os clientes têm acesso aos produtos mais rápido, ao mesmo tempo que as organizações conseguem fazer uma gestão de armazenagem eficiente

Resumidamente, imagine um sistema que praticamente elimina a necessidade de manter o estoque a médio e longo prazo — é isso que representa o que é cross docking na logística.

Quais são os tipos de cross docking?

Agora que você já sabe o que é cross docking, é importante saber que existem diferentes tipos, que você pode escolher de acordo com a necessidade do seu negócio e principalmente para auxiliar na otimização dos processos fulfillment

Então, continue lendo para descobrir quais são os principais tipos e qual é o mais indicado para a sua empresa:

Movimentação contínua

Nesse caso, os produtos são recebidos pelo fornecedor e são enviados com mais agilidade. Basicamente, se refere à maneira tradicional do cross docking, evitando o acúmulo de itens no estoque e otimizando os processos.

Movimentação híbrida

Já na movimentação híbrida, os produtos são recebidos e separados, sendo que parte deles é enviada ao cliente final e outra parte é direcionada ao estoque com a finalidade de se combinar com outros itens que formarão pedidos maiores. 

Movimento de distribuição

Por último, no caso de movimento de distribuição, as mercadorias são recebidas e separadas para distribuição em cargas FTL para os clientes finais em setores B2B. 

Como funciona a implementação?

Sem dúvidas, o cross docking se concentra em fazer o melhor uso dos sistemas e tecnologia de negócios para criar um processo que trabalhe positivamente a logística integrada

No entanto, o que eu preciso saber antes de fomentar a implementação dessa nova metodologia? É isso que nós vamos te explicar agora!

Equipe qualificada

Ter uma equipe qualificada e preparada para trabalhar na área é fundamental. Isso envolve uma boa comunicação e gestão de organização a fim que o serviço prestado seja de excelência.

Alinhamento com fornecedores

Para que tudo funcione perfeitamente, é necessário que exista um alinhamento seguro e de confiança com os fornecedores. Como resultado, você consegue formalizar acordos ao passo que garante que os consumidores sempre terão acesso aos produtos pedidos. 

Centro de distribuição

O centro de distribuição é o local onde os produtos da sua empresa chegam, vindos do fornecedor. 

Na verdade, esse também é o lugar onde as mercadorias serão enviadas aos clientes, por isso é essencial que você tenha uma boa estrutura ou invista em um espaço terceirizado que te permita acompanhar de perto todo esse processo.

Centralização das informações

Ter controle das informações significa investir em um bom ERP

Isso é importante para que haja uma eficiência no fluxo de mercadorias e serviços de modo que os clientes saiam satisfeitos da experiência de compra e a empresa consiga ter uma boa rentabilidade com os materiais ofertados. 

Vantagens dessa estratégia

Agora que você já sabe o que é cross docking na logística, vamos aos benefícios dessa estratégia. 

Em linhas gerais, uma estratégia de atendimento e manuseio de pedidos que elimina o armazenamento de mercadorias por si só já é vantajosa, mas existem pontos específicos que você deve considerar ao analisar esse método para o seu negócio

Otimização de tempo

Separação e armazenamento são uma das principais funções que o cross docking otimiza, fazendo com que exista mais tempo para executar outras tarefas, culminando no crescimento do negócio por meio da melhoria na produtividade dos serviços. 

Redução de gastos

Não dá para negar: o cross docking reduz drasticamente os custos com o estoque. Isso porque, praticamente, não há materiais para armazenar a longo prazo uma vez que tudo é transferido com agilidade e rapidez. 

Ocupa menos espaço no armazém

Embora evidentemente uma área deve ser sempre reservada a possíveis problemas destinados a controlar e condicionar as mercadorias, o cross docking libera visivelmente espaço no armazém geral. 

Por fim, esperamos que o texto de hoje tenha te ajudado a entender os principais pontos de cross docking na logística e qual a sua importância para a otimização de gestão de estoque

Mas, antes de você ir, você sabia que na Loginfo nós trabalhamos com soluções em sistemas WMS de armazém geral? 

Assim, você tem controle total das operações do seu estoque por meio de dispositivos práticos, fazendo com que você possa evitar possíveis problemas e ainda analisar potenciais pontos de melhoria para o seu armazém. 

Se você quer saber mais sobre a nossa atuação, clique aqui e saiba como o nosso serviço pode ajudar o seu negócio!

Postar um Comentário